quinta-feira, 2 de fevereiro de 2017

2º Ensaio Steampunk

Agora virou tradição. Dia 29/01 foi o segundo ensaio steampunk.


Até o dia anterior não tinha pensado direito na roupa, foi quando a ideia de Alice Madness Steampuk fofura gótica veio a cabeça.



Usei o jumperskirt L379, uma blusa, que eu não lembro mais o código, e  acessórios da Bodyline. A peruca foi comprada do cosplay de Viuva Negra da Di Lua. O corset é do cosplay da Mami.



Até tentei fazer com a loira para lembrar mais a Alice, só que combinou tanto com a vinho que eu não tive escolha.


As fotos foram feitas pelo Julio do Ta Zicado e outras pelo Felipe.
Fiz poucas fotos porque estava ficando resfriada no dia que, por sorte, nem era dos mais quentes.




Nem subi em trem dessa vez...



A Gaby Sá fez uma entrevista comigo, Amanda e Bruna para o canal dela. Por coincidência, estávamos todas com roupas inspiradas em personagens da Disney.



Confere aqui: 


terça-feira, 31 de janeiro de 2017

Resumão 2016 ou Senta que lá Vem a História.

Na verdade é o resumo super conciso do segundo semestre de 2016. Não era minha intenção abandonar essa bagaça, mas por força maior (monitoria, PAE ou seja lá como vocês conhecem) não consegui postar.

Julho:

Após uma overdose de açúcar, querida Acácia resolveu fazer um mini ensaio rápido comigo.


 É um vestido que comprei da loli loli paradise já algum tempo. Fiquei vários meses pensando se eu gostava dele ou não, mas acho que até ficou simpático.


 Gosto dos bordados com tema de ballet.


Agosto:

Ariane, minha amiga negociante das otakukices do mundo nerd e mentora do Riah Comic Fest, mudou a loja e fez uma reinauguração.



E foi para bem mais perto da minha casa. \o/


Bruna e Di Lua, numa foto miseravi, após o ensaio, com personagens que eu gosto muito, Harley e a Jujubão.


Novembro:

Finalmente conseguimos reunir as mina tudo para comer cookie! Essa era a comunidade lolita de São Carlos que, no fim das contas, só sobrou eu e a Di Lua (talvez) no mundo perdido dos babados. Veja a gente aqui em 2013.


Dezembro:

Melhor mês!
Meu loliday foi discreto e solitário para ir assistir Animais fantásticos e onde habitam com o Felipe.


Pelo menos dessa vez consegui comemorar o loliday.


 Sempre tem infinitas apresentações da orquestra, mas esse ano acabou sendo só 2. Na verdade foi bom porque eu realmente não estava com tempo pra nada.
É o mês do Chorando sem Parar, festival de música. Esse ano homenageou Paulo Moura e o Proveta, então todas as oficinas foram para clarinete!
Oficina com o Proveta (as duas primeiras são fotos oficiais do evento):





Oficina com Alexandre Ribeiro(fotos oficiais do evento):


Vejam bem minha mãozinha delicada enfaixada já com a tendinite gritando.


Como de costume, o ultimo dia é aberto pela Orquestra da UFSCar:


Para fechar o ano, ainda fizemos uma apresentação no teatro municipal.


Essa sim vestida de lolita verão.

Preciso de mais vestidos pretos...


E consegui, finalmente, encontrar Chibi-ibi e Sora-ora. Fazia um ano e meio que a gente não saia juntas. Essa vida de adulta na ciência está me afastando das coleguinhas.


Pronto! Encerrei o maledeto ano de 2016, podemos falar de 2017 na próxima edição.

sábado, 9 de julho de 2016

Concerto da Orquestra

Junho foi um mês atípico. Era para eu participar de um concerto quarta passada mas como estava doente como uma camela infectada (pior que só estou melhorando agora, veja bem) não fui. Fiquei bem chateada de não poder ir, enfim..
Mas participei no do dia 14/06! Estava frio infinito nesse dia então por que não ir de lolita?


Não sei como não tinha usado lolita antes para apresentar. Montei um kuro das trevas quentinho e confortável com jsk L379 da bodilaine, coturnos, meia-calça fio 80 e uma blusa minha quentinha.


Agora me vejo procurando mais vestidos pretinhos na Bodyline mesmo me sentindo agredida toda vez que entro naquele site ou olho pra cara do dono. Enfim, não tem como discutir que ainda é a saída mais barata e que tem sua qualidade, se souber escolher.


Aqui, um pouquinho da Orquestra Experimental da UFSCar.


terça-feira, 24 de maio de 2016

Matsuri 2016

Ano passado não consegui ir porque estava escrevendo minha qualificação e esse ano só fui no domingo.

Não deu para ver quase nada porque chegamos na hora do Karaoke cantando música do One Peace e Fairy Tail ( e eu com uma vontade de morrer extrema).
 Ficou frio por vários dias, mas no matsuri estava quente, só para estragar minhas ideias de outfits. Acabei usando meu vestidinho da Meta por ser fresco e gostosinho e o sapatinho da Unicorn Holic por ser confortável para andar.


O bom que deu para comer \o/

Experimentei Okonomiyaki e gostei bastante. Agora vou tentar fazer em casa, não parece muito difícil.


Comi também os tradicionais Gyosas. Estavam bons mas prefiro só com legumes e no vapor.


Tudo estava lotado e a decoração não ficou muito bonita esse ano. Tinha tanta fila para comprar tempurá de sorvete que nem cogitei a hipótese de comer.


Tudo os Meus Batons Matte

Fiquei viciada em batom matte, simplesmente. Há muito tempo não comprava batom e tal e desses últimos meses para cá enchi minha coleção. A Nébula vai me ajudar a mostrar para vocês.


1- Maybelline 24 Color


Foi o primeiro que comprei. Exatamente dia 31/12/2015 de paguei R$49,90. É o melhor de todos! Realmente dura, mesmo depois de comer e escovar os dentes. Mas também foi o mais caro.

2- Barbie by Fenza


Comprei por R$5,90 na Netfarma. Seca, é resistente e tal mas muito difícil de passar. Mancha bastante, principalmente a cor coral. Não é um batom para iniciantes. Mas a embalagem é muito bonitinha.

3- Daillus Pró


Queria muito um batom roxo/violeta. Aproveitei na compra dos da Barbie e peguei esses também. Custaram R$17,90 cada e é competente. Seca, não transfere e tem uma duração mediana.

4- Max Love


Veio junto com a leva dos da Barbie. Paguei R$19,90, a cor é linda mas não seca. Não vale a pena.

5- Tracta (Nébula estava de folga nesse momento XD)


Esse comprei aqui em Sanca City. Paguei R$19,90 e é meu segundo preferido. Seca lindamente e permanece nos lábios, mas não tem a mesma duração do Maybelline.

6- Ricosti


Melhor custo-benefício. Paguei R$8,90 cada desse vendedor no Mercado Livre. As cores são lindas, relativamente resistentes e secam bonitinho.

Tentei fazer uma comparação de cores aqui, mas pela minha câmera parece tudo igual.
 Tentando descrever um pouco: Sweet é mais pro nude não tão rosa, depois o Nude 04 um pouco mais rosado, Beijo doce é rosinha, um pouco mais para o Marsala da Maybelline, Nude Rosado é a tal cor marsala e o Charme é mais escuro.
 Dos roxinhos: Essensi é um pouquinho mais azulado que o Fru-Fru, mas praticamente a mesma coisa. Já o Saia de tule é mais escuro
O Fun é puxado para o roxo e o Glan para o vinho.


terça-feira, 26 de abril de 2016

Riah Comic Fest

E esse ano conseguir ir no Anime Sanca Fest  Riah Comic Fest. Não sabia realmente se iria conseguir ir, então não comprei adiantado. Tive que pagar 40 reais (espera, vou repetir, 40 REAIS) na porta.


Não aproveitei realmente o evento. Fui só mesmo para ver o pessoal que devia fazer um ano que não via, veja bem...


Gostei do novo lugar do evento. Tem lugares lindinhos e a gente até conseguiu fazer um mini ensaio.


Não comprei nada, porque, né, ainda estava chorando meus 40 reais. Achei que tinham poucas lojas dessa vez. Talvez porque o espaço ficou maior. Mas havia várias comidinhas gostosas que eu não comprei por causa dos 40 reais da entrada (40 reais, mano).


Não vi as atrações, Cheguei na hora do concurso cosplay e depois veio um youtuber que não tenho a menor noção de quem seja, mas estava fazendo bastante sucesso com a molecada.


Quando a Chibi me avisou que iria ter grupo de Madokas das quebrada, dei o sangue para finalmente terminar minha Mami.


Estava deprimida porque quando minha bota chegou não serviu. Mas isso é passado! Agora serve lindamente, só que fez duas bolhas gordinhas para chamar de minha.


Juro que tentei fazer o Puppy eyes da Mami, só que não rolou.


A maquiagem, no fim, até ficou bonita. Esse blush a lá japinha to usando pra vida. Fica muito fofo.


Esse Kyubbei escandaloso é obra da Wichiko. Esse rabo gigante é do peso do meu cachorro!



Hom-hom é a Chibi-ibi e Madoka a Aninha. Seguem as coleguinhas lá.